Morreu David Bowie – 3 Filmes Importantes

3458763

“Bowie existiu para que todos nós os desajustados aprendêssemos que ser estranho é algo precioso. Ele mudou o mundo para sempre.” Estas palavras são de Guillermo del Toro, o conhecido cineasta mexicano, e são símbolo da influência colossal que o artista teve na nossa cultura contemporânea.

De facto, há uns dias vi o filme Sleeping With Other People (2015), em que Alison Brie ensina umas crianças a dançar ao som da Modern Love do Bowie. Essa mesma música tem uma tenebrosa expressão em Mauvais Sang (1986), de Léos Carax, e um tom completamente diferente em Frances Ha (2012), de Noah Baumbach. A música de Bowie é universal, de tal forma eclética que significa algo diferente para cada um dos seus inúmeros fãs, e não há meio que demonstre melhor tal realidade que o cinema.

Bowie não era só um músico (cantor, compositor, multi-instrumentalista) ou um ator, mas sim um dos poucos homens renascentistas da nossa época.

Aqui ficam 3 filmes que o definiram.

1. The Hunger (1983)

7663665

Este filme de terror erótico explora o triângulo amoroso entre o adoentado vampiro John Blaylock, protagonizado por Bowie, a sua amada Miriam (Catherine Deneuve) e a humana Dr. Sarah Roberts (Susan Sarandon).

Vampiros, sexo lésbico, Bauhaus, e um eterno David Bowie. Tem uns visuais de arregalar o olho, e uma das peformances mais completas de Bowie. The Hunger é também um dos melhores filmes de Tony Scott, assim como uma das suas obras mais emocionalmente adultas.

2. Labyrinth (1986)

5478798

A figura de Bowie como o Rei dos Goblins Jareth é tão icónica que é quase impossível alguém não a conhecer, mesmo que o nome lhe passe ao lado. O corte de cabelo, o eyeliner, os trajes deliciosamente quirky; todos elementos prontos a serem replicados numa qualquer festa de Halloween.

Sabe-se que o filme foi reescrito para acomodar a presença de Bowie, primeiramente para dar mais tempo às suas cantorias, e posteriormente quando o artista não estava contente com a falta de humor no filme. Apesar da receção pouco calorosa aquando da sua estreia, Labyrinth tornou-se numa obra de culto assim que saiu em VHS, e hoje em dia povoa a imaginação infantil de bastante gente adulta, muito graças à prestação inesquecível de Bowie.

3. The Prestige (2006)

24325978

O Nikola Tesla de The Prestige tem um ar tão caracteristicamente off-beat que é um mistério porque não consegui reconhecer David Bowie da primeira vez que vi o filme. Talvez tenha sido o ar subtilmente dramático com que o artista protagonizou o infame cientista, ou então foi simplesmente o clássico uso do bigode para disfarçar uma das faces mais singulares do nosso universo visual.

Christopher Nolan, o realizador, não conseguia imaginar nenhum outro ator no papel, pelo que foi falar com Bowie em pessoa após este ter recusado a personagem numa primeira conversa. Ainda bem que não o voltou a fazer, pois Tesla é o melhor da segunda metade mais arrastada de The Prestige, e ilumina todas as cenas em que entra.

Li algures que David Bowie é um extraterrestre colocado na Terra para ajudar a desenvolver a nossa cultura. Oxalá todos os planetas tenham direito a um Bowie, porque o nosso bem que vai sentir a sua falta.

2 responses to “Morreu David Bowie – 3 Filmes Importantes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s