Netflix em Portugal – 5 Séries

4151634

Hoje os Portugueses acordaram para um mundo diferente: um mundo em que o simples acesso à internet, independente dos acordos com as companhias de televisão por cabo, lhes oferece um imenso conteúdo audiovisual à distância de um clique.

Netflix é o paraíso do on-demand, a derradeira ferramenta que oferece ao utilizador a possibilidade de ver filmes, séries, documentários, animes – tudo -onde e quando quiser, na TV do sofá ou do quarto, no computador fixo ou no portátil, no tablet na escola ou no trabalho.

Porque sejamos sinceros, quem é o espetador assíduo e moderno que não saca de um torrent todos os dias para ver aquilo que lhe apetece, quando lhe apetece? A vida é ocupada, o tempo livre é escasso, e a televisão portuguesa uma desgraça para quem não quer ser escravo a conteúdo medíocre. Os tempos mudam, TV portuguesa, é melhor começares a mudar com eles.

O presente catálogo não é o mais extenso quando comparado com o americano, ou com o britânico, apesar da enorme diversidade de programas que oferece presentemente. Tal irá certamente mudar, mas não se esqueçam que podem facilmente ligar um VPN e aceder aos catálogos internacionais sem grandes problemas.

Por enquanto, ficam aqui 5 recomendações de séries neste momento a passar na Netflix.

1. Archer (2009-)

5151

Archer é vida. A série animada leva o humor de sanita ao extremo, por vezes muito literalmente. Conta com inúmeras callbacks a piadas internas para despoletar as maiores gargalhadas na audiência, ao mesmo tempo que trabalha as suas personagens de uma forma incrivelmente complexa, que não se esquece da sua progressão dramática.

A animação é brilhante, as cenas de ação convincentes e dignas do espectáculo de uma tela grande. A história é uma mescla anedótica de trama de espionagem, num mundo anacrónico de gadgets modernas e referências pop culture que parecem nunca acabar. A Netflix tem 5 temporadas, de 13 episódios com pouco mais de 20 minutos cada um. Perfeito para as pausas de café.

2. Daredevil (2014-)

5345346343

O que distingue Daredevil das restantes entradas no universo cinemático da Marvel é certamente a violência gráfica e selvagem com que se apresenta imediatamente nos primeiros episódios. O marcado estilo visual é igualmente delicioso, pontuando a noite de Hell’s Kitchen com néons vermelhos e luzes amarelas, sobrepujando o tom acinzentado e aborrecido que permeia outras séries da Marvel.

Charlie Cox é fantástico como a titular personagem (tal como o resto do elenco), e a narrativa hard-boiled da primeira temporada é hipnotizante com o seu tom noir. Entretanto, a segunda está para chegar em 2016, produzida originalmente pela própria Netflix, pelo que a podem esperar no ar mal estreie.

3. Hannibal (2013-2015) 

654744

Sem exageros: assistir a Hannibal é uma experiência sem paralelo, um autêntico deleite de arregalar os olhos seja por reverência ou por medo. Ao longo das suas três temporadas pode-se perder um pouco no seu particular fascínio pela narrativa visual, mas é esse componente artístico que torna a série especial, e o que a separa da maré interminável de outras séries excelentes que povoam o nosso imaginário audiovisual.

Podem encontrar as duas primeiras temporadas (com a terceira a chegar) no serviço online.

4. Orphan Black (2013-)

64747

Após testemunhar o suicídio de uma mulher que parece ser a sua sósia, Sarah Manning (Tatiana Maslany) assume a sua identidade para escapar a uma vida de crime e a um namorado violento. Descobre então que é uma clone; e a partir daí a trama desdobra-se num emaranhado de conspirações e traições supervisionadas por sinistras entidades governamentais num mundo cyberpunk pouco comum.

Desde 2013 que Tatiana Maslany revela um talento incomparável para a representação, conferindo às múltiplas personagens que encarna um carisma absolutamente magnético. Todas as três temporadas estão disponíveis na Netflix, com as próximas a cair lá assim que saírem.

5. Sense8 (2015-)

5436568967

A sinopse oficial: “Dos criadores de MatrixBabylon 5 chega-nos esta série de enorme tensão, em que oito pessoas conseguem experienciar telepaticamente as vidas uns dos outros.” Esquece-se de referir o detalhe mais importante: a óctupla de protagonistas é a mais diversa de qualquer outra série de ficção científica do momento.

Sense8 reúne homens e mulheres de culturas distintas (Coreia do Sul! Índia!) e sexualidades opostas (transsexuais! gays!) para celebrar a cultura, a diversidade e a sexualidade de uma forma que mais nenhuma outra série na televisão (ou, neste caso, nos vossos computadores) faz.

Mais do que isso: Sense8 celebra a vida. É uma série brutalmente gráfica e violenta, que demora a arrancar devido ao rtimo deficiente dos seus episódios de uma hora, mas que assim que coloca o dito pedal to the metal, nada a consegue parar.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s