PREVISÕES EMMYS 2015 – Melhores Atores em Drama

Continuamos as nossas previsões dos vencedores dos Emmys 2015, na sua 67ª edição, com as categorias de Melhor Ator/Atriz em séries dramáticas. Este ano vê o fim de Mad Men, um dos melhores programas televisivos dos últimos anos, que inunda assim a maior parte dos nomeados com nomes muitas vezes ignorados pelos eleitores, finalmente à procura do galardão.

Para além disso, as categorias são assoladas por um sem número de novas caras extremamente diversas, saídas de séries estreantes como How to Get Away with MurderEmpire, prometendo uma feroz competição que vai para além da popularidade dos profissionais em questão.

Ator Principal

9780676

Jon Hamm já foi nomeado 16 vezes para os Emmys, e não venceu nenhuma delas. 7 dessas ocasiões foram para o seu papel como Don Draper em Mad Men. Para colocar as coisas em perspetiva, foi roubado do prémio quatro vezes pelo colega Bryan Cranston em Breaking Bad (vitórias mais que merecidas), mas também pela representação razoável de Jeff Daniels em The Newsroom, dois anos atrás. Como assim?

Só agora que Don Draper sumiu para sempre dos nossos ecrãs, é que Hamm será provavelmente recompensado com a estatueta dourada. O mundo é assim: lembra-se de nós só quando o abandonamos. A vitória é quase certa, mas após dois anos sem grão para encher o papo, Kevin Spacey pode ter a sorte de segurar o Emmy nas mãos pelo seu trabalho em House of Cards. Já venceu os Globos de Ouro; porque não também os Emmys?

Os nomeados:
Kyle Chandler, “Bloodline”
Jeff Daniels, “The Newsroom”
Jon Hamm, “Mad Men”
Bob Odenkirk, “Better Call Saul”
Liev Schreiber, “Ray Donovan”
Kevin Spacey, “House of Cards”

Previsões:
Quem ganha: Jon Hamm, “Mad Men”
Quem pode ganhar: Kevin Spacey, “House of Cards”
Quem devia ganhar: Jon Hamm, “Mad Men”

Atriz Principal

64747

2015 foi um excelente ano para fortes papéis femininos: How to Get Away with MurderEmpire serviram como veículo de personagens avassaladoras e complexas, Mad Men terminou a história das suas mulheres independentes e Orphan Black prosseguiu o seu terceiro ano de existência como se nada fosse.

Excepto pelo facto de que a Tatiana Maslany foi finalmente nomeada! Milagre! Após dois anos consecutivos esquecida pelos poderes-lá-de-cima, é por fim reconhecida. Maslany é um autêntico camaleão: em Oprhan Black, representa não uma, não duas, mas cinco personagens principais (fora as restantes)! Todas elas são tão únicas e distintas entre si que é impossível olhar para elas como sendo fruto da mesma atriz, no mesmo programa. Mas será que é o suficiente para vencer? Ou será pisoteada pelas performances excêntricas de Viola Davis e Taraji P. Henson?

Os nomeados:
Claire Danes, “Homeland”
Viola Davis, “How to Get Away with Murder”
Taraji P. Henson, “Empire”
Tatiana Maslany, “Orphan Black”
Elisabeth Moss, “Mad Men”
Robin Wright, “House of Cards”

Previsões:
Quem ganha: Taraji P. Henson, “Empire”
Quem pode ganhar: Viola Davis, “How to Get Away with Murder”
Quem devia ganhar: Tatiana Maslany, “Orphan Black”

Ator Secundário

85665445

Nenhum dos contendores a esta categoria tem um episódio de submissão tão pesado e eficaz quanto o “Five-O” de Jonathan Banks, aka Mike Ehrmantraut de Breaking Bad e, agora, Better Call Saul. Sim, o Peter Dinklage continua a fazer um excelente trabalho em Game of Thrones, e as suas peripécias embriagadas desta última temporada certamente têm os seus fãs, mas o ator ficou aquém do patamar estabelecido nos anos anteriores devido ao seu reduzido tempo de antena.

Fora estes dois, o recém-chegado Ben Mendelsohn, fresquinho de filmes como The Rover (2014) e Slow West (2015) também é um claro favorito. Tal é verdade não só pelos eleitores gostarem de atores de cinema, mas também porque a sua representação é talvez a melhor parte de Bloodline, uma nova aposta da Netflix. A verdadeira competição está entre estes três artistas, e se não vencer um deles a surpresa vai ser enorme.

Os nomeados:
Jonathan Banks, “Better Call Saul”
Jim Carter, “Downton Abbey”
Alan Cumming, “The Good Wife”
Peter Dinklage, “Game Of Thrones”
Michael Kelly, “House Of Cards”
Ben Mendelsohn, “Bloodline”

Previsões:
Quem ganha: Jonathan Banks, “Better Call Saul”
Quem pode ganhar: Peter Dinklage, “Game Of Thrones”
Quem devia ganhar: Jonathan Banks, “Better Call Saul”

Atriz Secundária

64574574

Uzo Aduba sofre do complexo “Forrest Gump” na sua prestação em Orange is the New Black, principalmente na segunda temporada em que a sanidade mental de Crazy-Eyes é esticada ao limite pelas diferentes fações que a tentam controlar. É talvez a escolha predileta dos eleitores, mas duvido que receba outra vitória como a do ano passado. Por outro lado, Lena Headey teve um percurso fabuloso nesta quinta temporada de Game of Thrones, com ênfase no devastador último episódio em que para além das roupas, é despida da sua dignidade da maneira mais horripilante possível. Sem dúvida uma séria candidata ao prémio.

No entanto, este é o ano de Mad Men e por isso a Christina Hendricks devia ganhar o Emmy. Não por simples testamento aos oito anos de Joan Harris, uma das personagens mais sobriamente icónicas da série, mas porque a atriz esforçou-se por refrear a exuberância colorida de Joan na reta final, sem a deixar cair para a caricatura. Será que é o suficiente para vencer?

Os nomeados:
Uzo Aduba, “Orange Is The New Black”
Christine Baranski, “The Good Wife”
Emilia Clarke, “Game Of Thrones”
Joanne Froggatt, “Downton Abbey”
Lena Headey, “Game Of Thrones”
Christina Hendricks, “Mad Men”

Previsões:
Quem ganha: Lena Headey, “Game of Thrones”
Quem pode ganhar: Uzo Aduba, “Orange is the New Black”
Quem devia ganhar: Christina Hendricks, “Mad Men”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s